terça-feira, 9 de novembro de 2010

e agora?

Baby, eu te dei todos os sonhos,
Todo meu tempo,
Todo meu abraço,
Todo meu respeito,
Todo meu conceito,
E a minha vontade de te dar o amor mais perfeito.
Acho que você não entendeu nada.
Atravessou a porta,
Invadiu a sala,
Virou tudo de cabeça a baixo,
Me arremessou de cara no espelho,
Me fez ver o quanto sou feliz,
Sacodiu o quarto
Limpou os pedaços dos meus pesadelos,
Fez dias mais lindos de amor,
As frases mais lindas de amor.
E a gora?
Me diz o que eu faço pra viver assim faltando pedaço.
Certas pessoas chegam de repente e as impressões ficam guardadas para sempre.
E demoram tanto tempo pra se apagar.
O amor que eu te dei não cabe aqui, não cabe lá numa galáxia
Baby, e agora o que eu faço?
Com esse imenso vazio em meus braços.

Um comentário:

gabriela marques. disse...

Vivia me perguntando assim também; até que vi que o melhor é não dizer nada. Não negues o que sente. Não há explicãções para se amar. Sinta e pronto. Aceite o fim (ou não); apenas não desista de seguir em frente.